Financiamento de imóvel pela Caixa: o que é SBPE, FGTS e Pró-Cotista?

8 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Quem deseja sair do aluguel ou comprar uma residência maior para morar com a família, geralmente recorre ao financiamento de imóvel pela Caixa. Para isso, no entanto, é importante conhecer as diferenças entre as linhas de crédito para escolher a ideal. Por exemplo, você sabe o que é SBPE, FGTS e Pró-Cotista?

Cada uma dessas modalidades de financiamento tem características diferenciadas em relação ao prazo para pagamento, exigências para o beneficiário etc. Além disso, o valor total do imóvel e a proporção parcelada são questões que entram em jogo nessa decisão.

Para entender melhor a diferença entre as três linhas de crédito e escolher qual é a modalidade de financiamento mais adequada para o seu caso, leia este texto e tire suas dúvidas!

O que é SBPE e quais são suas condições?

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) é uma linha de crédito bastante utilizada no Brasil. Pela caixa, o SBPE pode ser utilizado na compra de imóveis residenciais ou comerciais. Entre suas principais características estão:

  • no Sistema de Amortização Constante (SAC), a quota de financiamento é de até 80% do valor total do imóvel;
  • na Tabela PRICE, a quota de financiamento é de até 50% para imóveis novos e de até 40% para imóveis usados;
  • prazo de até 35 anos para pagamento;
  • não há limite de renda para o interessado no financiamento;
  • não é proibido ter outros imóveis no nome;
  • o financiamento pode ser feito dentro ou fora do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Desse modo, o SBPE é uma linha de crédito bastante flexível, tanto em relação às exigências para o imóvel quanto para o comprador. Entre as várias vantagens ao optar por essa forma de financiamento de imóvel na Caixa, está a possibilidade de ter outros imóveis em seu nome e menos dificuldades na comprovação de renda.

Os recursos do SBPE

No SBPE, as instituições financeiras captam recursos por meio da poupança. Ou seja, os rendimentos da poupança são a principal fonte de capital para o financiamento imobiliário. Os bancos podem utilizar até 65% do total capitalizado para fornecer cartas de crédito a quem deseja financiar uma moradia.

Tendo em vista que a caderneta de poupança ainda é um dos investimentos mais realizados pelos brasileiros — por conta do caráter conservador e da ausência de riscos —, o SBPE é uma das modalidades com maior fonte de recursos. Por isso, a aprovação de propostas costuma ser mais descomplicada.

Como usar o FGTS no financiamento de imóvel pela Caixa?

Outra modalidade de financiamento imobiliário é a que utiliza o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) — na compra de um imóvel de três formas. Assim, pode-se usá-lo para:

  • amortização de uma parte ou do total da dívida em caso de financiamento;
  • pagar uma parte do valor total do bem;
  • ou, ainda, para pagar o custo total da propriedade.

No entanto, é preciso se enquadrar em algumas condições:

  • estar em dia com as prestações do financiamento;
  • ser titular do financiamento que se pretende pagar com o FGTS;
  • ter no mínimo três anos de trabalho sob o regime de FGTS;
  • não ter outro financiamento no país pelo SFH;
  • não ter outra residência (mesmo em fase de construção) no município onde reside ou exerce atividade profissional, incluindo região metropolitana e municípios limítrofes;
  • o imóvel financiado deve necessariamente ser utilizado para fins residenciais do titular.

Vale ressaltar que há limite de valor do imóvel. O teto máximo é de R$ 1,5 milhão. Também é preciso que a propriedade seja destinada à moradia do titular do FGTS. Ou seja, não é possível utilizar o fundo para adquirir uma residência para familiares, dependentes ou outras pessoas.

Ainda, deve ser um imóvel residencial urbano. Desse modo, não pode ser para fins comerciais nem estar localizado em área rural. Além disso, o imóvel precisar ter matrícula em Registro de Imóveis, apresentar plenas condições de habitabilidade e ausência de vícios de construção na data final de avaliação.

Ademais, o FGTS não pode ser utilizado para reformar um imóvel, comprar materiais de construção ou terrenos sem edificação. Ou seja, essa modalidade apresenta várias restrições, apesar de ser bastante vantajosa para trabalhadores que têm saldo no FGTS.

O FGTS

A fonte de recursos desse sistema é o próprio FGTS que é um dos direitos dos trabalhadores no regime CLT. Basicamente, o Fundo é uma reserva de garantia, criada em 1966 com o objetivo de proteger colaboradores que fossem demitidos sem justa causa.

É feito um depósito mensal de 8% do salário do funcionário no FGTS e, caso haja a dispensa, o saldo acumulado é depositado na conta do trabalhador. Além disso, o valor pode ser resgatado em condições especiais, como é o caso de um financiamento imobiliário.

Como funciona o Sistema Pró-Cotista?

Trata-se de um Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do FGTS, que se destina à concessão de crédito imobiliário apenas para trabalhadores titulares de conta vinculada ao Fundo. O sistema Pró-Cotista Funciona de acordo com moldes do SFH e sob as mesmas condições de utilização do fundo para a aquisição de um imóvel.

Os principais diferenciais são:

  • não há limite de renda;
  • é necessário que os beneficiados estejam trabalhando ou tenham saldo na conta de FGTS com pelo menos 10% do valor do imóvel.

Depois do programa Minha Casa Minha Vida, era considerada a linha com taxas mais baixas. No entanto, como utiliza apenas os recursos do Fundo de Garantia, o sistema depende da disponibilidade de valores para realizar os empréstimos.

Neste ano, a linha Pró-Cotista da Caixa foi reaberta após um período de suspensão, mas com taxas de juros menos vantajosas para o beneficiário. Isso porque estão mais altas do que as taxas do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), alcançando entre 8,76% e 9,01% ao ano.

Como escolher a modalidade ideal?

Cada modalidade tem suas facilidades e limitações. O ideal é analisar as condições e benefícios de cada um deles e decidir qual é o que mais se encaixa nos seus desejos e nas necessidades da família, especialmente se essa é a compra do primeiro imóvel.

Independentemente de todas essas questões, vale a pena observar as condições gerais para solicitar o financiamento imobiliário pela Caixa, isto é, que são comuns a todas as linhas de crédito:

  • ser maior de idade ou menor emancipado;
  • ser brasileiro ou, se estrangeiro, ter visto permanente;
  • não ter o nome registrado em cadastros de devedores, como o SPC e o Serasa;
  • não comprometer mais do que 30% do orçamento familiar com as parcelas do financiamento.

Para finalizar, temos algumas dicas para que a escolha da modalidade seja a mais acertada. Veja!

Tenha um planejamento financeiro

Coloque em uma planilha todas as receitas e despesas da família, bem como uma previsão de como estará o orçamento nos próximos anos. Desse modo, você consegue avaliar com mais clareza qual poderá ser o comprometimento com o financiamento e, a partir disso, decidir prazos, proporção da entrada etc.

Faça simulações

Faça simulações não só sobre as diversas modalidades de financiamento, como também sobre as condições oferecidas por diferentes instituições bancárias. Além disso, não tome decisões por impulso em relação ao imóvel — o ideal é pesar muito bem essa decisão.

Conte com uma imobiliária

Para que todo o processo seja mais simples e seguro, conte com uma imobiliária de confiança. Além de entender sobre as condições de financiamento, profissionais especializados podem ajudá-lo a escolher o imóvel ideal e o melhor lugar para morar na região.

Diante de todas essas informações, vimos que há modalidades de financiamento de imóvel pela Caixa bastante interessantes e que se enquadram em diferentes perfis. Agora, ficará mais fácil escolher, afinal, você aprendeu o que é SBPE, quais os requisitos para utilizar o FGTS e as principais características da linha Pró-Cotista.

Aproveite que está estudando sobre o assunto e confira quais são as principais diferenças entre Tabela Price e SAC. Até lá!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-