Morar em casa ou apartamento: o que é melhor para quem tem filhos?

4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Morar em casa ou apartamento é uma das principais dúvidas das famílias, principalmente das que contam com crianças pequenas. Na verdade, não há uma resposta exata para essa questão, pois isso depende de diversos fatores, em especial do estilo de vida dos seus moradores.

Para optar entre os dois tipos de imóveis, é necessário analisar as vantagens e desvantagens de cada um. Para ajudar nessa tarefa, apresentaremos os principais aspectos que devem ser levados em conta. Dessa forma, você conseguirá escolher a melhor moradia para você e sua família.

Acompanhe!

Espaço

Geralmente, um apartamento conta uma área construída menor que a de uma casa; então, para quem tem preferência por ambientes mais espaçosos, a casa é a melhor opção. Em casos de moradia própria, seja quitada ou financiada, ainda há a opção de poder ampliar o imóvel se o terreno tiver espaço suficiente.

Entretanto, caso tenha optado por apartamento, há maneiras práticas e inteligentes de explorar o espaço de ambientes menores. Eles podem ser muito bem aproveitados com móveis planejados e funcionais, além de utilizar recursos de decoração para a sensação de amplitude no local.

Privacidade

As casas oferecem mais privacidade aos seus moradores. Em apartamentos, somente uma parede separa os vizinhos, o que pode ser um grande incômodo para muitas pessoas. Se você busca um ambiente tranquilo, mais íntimo e com privacidade, a casa é a melhor alternativa.

Por sua vez, viver em um condomínio pode ser bastante positivo para as crianças. Afinal, os pequenos fazem amizades com facilidade e ter os amigos morando perto estreita ainda mais os laços, pois estarão sempre juntos.

Segurança

A segurança é uma grande preocupação nos dias de hoje. Nesse sentido, o apartamento mostra-se como a opção mais segura. Isso porque a maioria dos prédios tem sistemas de segurança instalados, como alarmes, cercas elétricas, câmeras de vigilância, entre outros equipamentos, além de porteiros e vigias noturnos.

É possível instalar um sistema desses em uma casa. Contudo, você terá que arcar com todos os custos sozinho. Em um condomínio, as despesas são divididas. Além do mais, quando todos os moradores estiverem fora, a casa fica mais vulnerável que um apartamento, facilitando a ação de criminosos.

Custos de manutenção

Os custos de manutenção com a moradia é outra questão que deve ser levada em consideração ao optar por morar em casa ou apartamento. Um condomínio de edifícios cobra taxas mensais que são superiores aos gastos com uma casa. Esse valor é cobrado para que os moradores tenham toda a estrutura de lazer, porteiros, elevadores, limpeza de áreas comuns, sistemas de segurança etc.

Localização

A localização é um dos aspectos mais importantes para escolher onde morar. As casas costumam estar localizadas em bairros residenciais distantes dos centros urbanos. Isso aumenta o tempo de deslocamento para o trabalho, escola das crianças e demais compromissos. Já os apartamentos estão mais próximos do centro e bem servidos de infraestrutura, facilitando a vida de seus moradores.

Seja em casa, seja em apartamento, uma das melhores regiões para viver na cidade de São Paulo é a Zona Leste, já que fica apenas a 16 km do centro paulistano. Ainda, seus bairros contam com inúmeras opções de lazer e parques que são excelentes para passeios em família.

O bairro da Penha, por exemplo, tem um clube esportivo com uma grande área verde, além de sala de jogos, espaço para churrasco e outros eventos. Também há o Parque Linear Tiquatira, com quadras poliesportivas, anfiteatro, campo de futebol, pistas de skate e ciclovias.

No Tatuapé, encontram-se o Parque Piqueri e o Esportivo dos Trabalhadores. Outros bairros como a Vila Prudente, Vila Formosa, Itaquera e Liberdade disputam a preferência na busca por um lugar ideal para morar.

Enfim, a decisão entre morar em casa ou apartamento depende do que é prioridade para você e sua família. Por isso, o ideal é analisar as vantagens e desvantagens de ambas as opções e discutir cada tópico com os outros membros. Busquem entrar em um consenso e assim encontrarão um lugar em que todos gostarão de viver.

Gostou deste post? Suas dúvidas foram esclarecidas? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também conheçam quais aspectos devem ser levados em consideração ao buscar uma nova moradia!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-